Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

X

Conheça 5 razões pelas quais você deveria consumir leite

Conheça 5 motivos pelos quais você deveria incluir o leite em sua alimentação diária! Se você não o utiliza, fique sabendo que consumir leite é construir músculos!

Conheça 5 motivos para que você inclua o leite em sua dieta

>>> Leia este artigo no site original.

_
COMPRE DIRETO DA FABRICA!
Whey Protein 80% Concentrado
R$ 76,50
À vista (no boleto)
Produto da Growth Logo Growth Botão de Compra

Não só para o praticante de musculação, para o atleta de diferentes modalidades, mas para os seres humanos em geral (em especial os bebês e crianças em fase de crescimento), o leite é uma excelente fonte alimentar, a qual pode promover ótimos resultados quando bem associado em uma dieta, tanto para a saúde, quanto para os ganhos, propriamente ditos.

Conheça 5 motivos para que você inclua o leite em sua dieta

O leite é uma secreção branca de diferentes composições, a depender de sua fonte, o qual é exclusivo de glândulas mamárias. Desta forma, a primeira coisa que PRECISAMOS TIRAR de mente é que NÃO existe leite, por exemplo, de soja, de amêndoas ou de côco, mas sim, bebidas ou extratos, mais precisamente de côco, amêndoas, de soja, ou outra fonte. Verdade seja dita que, no reino animal, há duas coisas as quais não costumam ser típicas: O consumo de leite de uma espécie por outra (apesar de haver), como uma leoa que amamenta um bezerro e, o consumo de leite em fase adulta do animal. Apesar dessas características básicas referentes ao consumo de leite, o homem é uma das únicas espécies que faz uso de ambas práticas e, em larga escala. E, não é incomum encontrarmos céticos que abominam o consumo de leite, utilizarem isso como principal argumento, adicionando ainda que, tal prática não passa de burrice. Infelizmente tenho de descordar por completo e, principalmente salientar que isso não é burrice, mas sim, inteligência, a final, na luta pela existência em que houve no passado e, a capacidade da ingestão dos mais diferentes tipos de alimentos, em quaisquer formas, possibilitou que uma gama maior de possibilidades para alimentação fosse disponível.

Hoje, o leite pode ser diretamente ou indiretamente, um dos alimentos mais consumidos. Mas, não é a toa: O leite, além de saboroso, é bastante versátil, tanto em sua utilização, seja ela dietética ou não, quanto no próprio consumo in natura. Por exemplo, sua presença em muitos alimentos é evidente: Pães, fórmulas, bolachas, doces, bebidas, massas, frios, sopas prontas, alimentos prontos/processados e uma lista enorme.

Apesar desse alto consumo e de alta utilidade do leite, como citado anteriormente, alguns costumam simplesmente condenar seu uso. Porém, estes, normalmente levam em conta fatores isolados e/ou principalmente mistificados os quais não se justificariam efetivamente mais convenientes do que muitos de seus benefícios.

E então, vamos conhecer alguns deles?

1- Melhor biodisponibilidade de cálcio

O cálcio é um mineral indispensável ao ser humano, na medida em que, entre outras muitas funções auxilia na formação óssea, na contração muscular voluntária e involuntária e outros. Seu consumo é regulado por mecanismos internos, os quais não nos convém falar no momento, mas, que, costumam fazer com que a absorção de cálcio diminua em níveis altos de saturação e, por outro lado, a níveis baixos, possibilita um maior grau de absorção.

Um dos maiores impasses da ciência da nutrição é, basicamente a imprecisão que há no momento de avaliar um micronutrientes ingerido e seus impactos no corpo, armazenamento e metabolização geral. Isso porque, entre outros fatores, existe o fator da Biodisponibilidade. A biodisponibilidade significa basicamente a capacidade que o corpo possui para uma utilização completa (ou quase que completa) daquele nutriente em questão. Assim, por exemplo, fatores como a quelação do nutriente, interações com outros alimentos e/ou substâncias/nutrientes, a capacidade de absorção do nutriente pelo corpo, as condições fisiológicas do indivíduo no momento em que há o consumo de leite e assim por diante. Logo, quanto maior a biodisponibilidade de um nutriente, maiores serão as chances de um bom aproveitamento do mesmo.

Desta forma, através da biodisponibilidade é notamos que ao consumir alguns alimentos ricos em determinado nutriente, não significa que, necessariamente aquele nutriente será devidamente aproveitado pelo corpo. Basicamente, é como dizer que, consumir 1g de cálcio de leites e derivados é mais bem aproveitado e utilizado pelo corpo do que se ingeríssemos 5 ou 6g do cálcio provindo, por exemplo, do brócolis. Isso, sem contar que teríamos de comer uma quantidade MUITO GRANDE de brócolis para atingir esse valor. Alimentos enriquecidos com cálcio, também não costumam ser fontes com boa biodisponibilidade.

Hoje, sabe-se que o leite é a fonte de cálcio com melhor biodisponibilidade entre os alimentos. Logicamente, não é a única e nem tampouco a única eficaz, mas, entre todas, ainda é a melhor. Isso provavelmente se deve à presença de lactose, que, parece, de alguma forma auxiliar em sua absorção duodenal, principalmente.

Consumir cerca de 1g de cálcio de leites e derivados já será suficiente em seu dia.

2- Vasta nutrição

O leite é um alimento completo. Quando falamos da versão integral, ele apresenta os três macronutrientes principais da dieta: Proteínas, carboidratos e lipídios, em uma proporção (a cada 200ml de leite bovino) de, aproximadamente 7g-10g-6g, ou seja, equilibradíssima.

_
COMPRE DIRETO DA FABRICA!
Whey Protein 80% Concentrado
R$ 76,50
À vista (no boleto)
Produto Logo Growth Botão de Compra

Suas proteínas, apresentam basicamente a concentração de 20% de Whey Protein para 80% de caseína, formando um blend protéico de altíssimo valor biológico e, obviamente um altíssimo PDCAA também.

Os lipídios, por sua vez, alguma parte saturada, também possuem ótima configuração. Lembre-se que, a gordura saturada é EXTREMAMENTE IMPORTANTE para o corpo, inclusive para a formação do DHA e do EPA, através da utilização do ômega-3. Esses ainda, possuem colesterol, matéria prima para a formação de alguns hormônios, os esteroidais, incluindo a testosterona, altamente anabólica.

_
COMPRE DIRETO DA FABRICA!
Whey Protein 80% Concentrado
R$ 76,50
À vista (no boleto)
Produto da Growth Logo Growth Botão de Compra

Já seus carboidratos, apesar de relativamente simples, não apresentam-se como maléficos na dieta. O velho mito de que, a lactose (galactose + Glicose) poderia engrossar a pele ou auxiliar no ganho de gordura corpórea, já foi há tempos desmistificada. Como qualquer outro carboidrato e, em tempo, qualquer outro nutriente, a lactose também deve obedecer o consumo dentro das quantidades que atendam às suas necessidades nutricionais individuais.

Consuma leite em sua alimentação e construa músculos

3- Vitaminas e Sais minerais

O leite é riquíssimo em vitaminas e sais minerais, garantindo um fornecimento destes que são INDISPENSÁVEIS ao metabolismo, de uma maneira geral.

Entre as principais vitaminas, por exemplo, podemos destacar as do complexo B, por exemplo com a Vitamina B1 suprindo 75% das IDRs, a vitamina D e a vitamina A, também presente em boas quantidades. Já seus minerais, podemos destacar, em primeiro lugar, o cálcio, claro, em segundo o magnésio, o potássio e, o sódio que, por muitos é tido como um problema no consumo de leite, principalmente se for em excesso. Alguns desses minerais, como o magnésio são fundamentais, por exemplo, na síntese de testosterona. Já o potássio, é associado com um maior balanço nitrogenado no músculo.

É importante que não sejamos restringidos apenas ao leite desnatado, uma vez que, os lipídios presentes naturalmente no leite favorecem a absorção dessas vitaminas lipossolúveis. Obviamente, essa diretriz jamais deve ser seguida, caso haja restrição médica, principalmente em indivíduos com algum tipo de dislipidemia.

O balanço hídrico e a capacidade de reidratação do leite são tão grandes que hoje, por exemplo, ele é considerado “a bebida do atleta”.

4- Estímulo ao GH (Growth Hormone) e aos IGFs (Insulin Growth Factors)

Existem muitas diretrizes as quais vão totalmente de encontro a essa nossa observação. Entretanto, ao praticante de musculação, nem toda regra é aplicável. Evidentemente, o consumo exógeno de GH e IGFs pode aumentar os riscos de câncer, os riscos de resistência à insulina, entre outros. Mas, falando do leite bovino, especificamente, este tem a capacidade do estímulo (e, por hora, do fornecimento de alguns substratos para a produção) desses hormônios. Hormônios peptídeos esses que são altamente ligados com o anabolismo. O que acontece é que, alguns “nutricionistas” levam tudo ao extremo. O corpo é suficientemente inteligente para através de sua autorregulação, inibir ou aumentar a produção hormonal ou de quaisquer outras substâncias frente ao seu aumento ou diminuição. Assim, de maneira fisiológica, não iremos produzir muito mais do que necessitamos ou do que o corpo é capaz e, mesmo que isso fosse possível, alguém já imaginou a quantidade de leite que deveria ser diariamente consumido para obter todos esses contratempos? Entretanto, também não podemos deixar por desejar e acabar produzindo menos do que nossa capacidade, não é mesmo?

5- Praticidade e versatilidade

O leite, além de ser um alimento de muito prático consumo, principalmente se estivermos falando do leite em pó, o qual possibilita também o seu fácil transporte e consumo em quaisquer lugares, é um alimento também muito versátil, o qual combina com vários alimentos e várias preparações alimentares, desde doces à salgadas: Vitaminas e shakes em geral, caldos e molhos, risotos, puro, com o próprio whey protein, com albumina e outras tantas zilhões de formas.

Entretanto, o leite deve receber atenção ao ser misturado com alguns alimentos, principalmente os ricos em ácido ascórbico e ferro não heme, por questão de competitividade de absorção no duodeno. Não é uma boa opção o consumo de leite e derivados com carnes brancas (a vermelha não apresentará esse problema, pois, o ferro nela presente é do tipo heme), acerola, limão e etc.

Conclusão:

O leite é um alimento condenado por alguns tantos. Porém, esse riquíssimo alimento, tem a possibilidade de trazer inúmeros benefícios se consumido em quantidades corretas e, claro, da forma correta.

Lembre-se que, mais importante do que restrições, é o equilíbrio, o que garante o máximo fornecimento de diferentes substratos ao seu corpo e, consequentemente ao metabolismo como um todo.

Artigo escrito por Marcelo Sendon

LEIA TAMBÉM:

Seta para ChamadaVEJA: Como Utilizar Anabolizantes de Forma Correta e Segura e Aumentar Sua Massa Muscular em Poucas Semanas

Seta para ChamadaOBTENHA: Treinos, Dieta e Protocolos de Suplementação Prontos para Serem Usados e Colocados em Prática: Um Guia Completo Para Hipertrofia!

Seta para ChamadaCONHEÇA: O Pré-Treino Que Vai Mudar Sua Forma de Treinar: +ENERGIA, +FORÇA, +RESISTÊNCIA, +FOCO e +MÚSCULOS!

Seta para ChamadaBAIXE DE GRAÇA: Livro Digital com 20 Receitas Fitness e Saborosas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura!

>>> Leia este artigo no site original.

_
COMPRE DIRETO DA FABRICA!
Whey Protein 80% Concentrado
R$ 76,50
À vista (no boleto)
Produto Logo Growth Botão de Compra

Artigos Relacionados

Suplementos em Promoção

Receba mais artigos

Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas.

Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

23 Comentários


  • Ivonildo disse:

    A alergia em todas as suas espécies, é um mal que nos dias atuais, atinge quase todas pessoas e quando o alérgico procura o médico, qual é o primeiro alimento que ele manda suspender? Fica a pergunta.

  • Pseudonimo disse:

    Parei de ler quando disse que precisamos ferver o leite de saquinho. Isso mostra o tamanho conhecimento da pessoa sobre um determinado assunto. O leite de saquinho é pasteurizado isso significa que ele é aquecido até no máximo 80ºC matando assim as bactérias e preservando seus nutrientes. O leite de caixinha é fervido em torno de 130ºC matando todas as bactérias e acabando com os nutrientes do leite. Quem toma leite (não é o meu caso) deve dar preferencia para o de saquinho.

  • Drikinha disse:

    Adorei esse artigo! Você fala com propriedade sobre as funções do leite no organismo, utiliza linguagem profissional, não vejo erros… Igualmente penso que todos tem livre arbítrio para opnar e seguir qualquer lado, porém, deve-se basear em fatos. Estudos “apontam” e estudos “COMPROVAM” são termos totalmente diferentes e que mudam todo um contexto. E tem a outra observação: tudo que é de mais faz mal, como diz o ditado, “tudo com exagero vira pecado”, não foge à regra. Ser extremo, radical é exagero, comer indiscriminadamente e sem controle também. Se for usar da extremidade, então daqui a pouco surgirão pesquesas que apontaram o sexo como malefício à saude, o parto, a amamentação, e tudo mais que é natural do ser humano. O uso de leite não quer dizer que somos amamentados, mas que somo inteligentemente autonomos para montar nossa alimentação de forma que nos beneficie, é prova de que somos racionais. O que não pode ser aceitável é o apontamento crítico sem embasamento científico e discriminatório, ofendendo o outro em seu direito de expressão. Isso sim é irracionalidade e se faz primitivo diante de um ser humano.

  • Rubens disse:

    Seu tópico é uma tremenda desinformação a quem procura ter uma vida saudável. Quanta besteira você escreveu. Deixo só um ponto dos diversos para análise : O ser humano é o único ser vivo que não desmamou e ainda usa leite de outra espécie. Só reflita.

    —–

    Esse é o seu argumento?

  • Milena Oliveira disse:

    O leite e super versátil na produção de pães, bolachas e etc. Nunca li tanta besteira na vida.

  • Maria das Graças Ferreira de Carvalho disse:

    Fui criada com leite de cabra até os 10 anos de idade. Depois passei para o leite de vaca. Hoje na terceira idade não tenho problemas ósseos. Várias amigas que não tomaram leite na infância até agora, todas com osteoporose.E aí? Vão dizer o quê do leite!?

  • Weber disse:

    Eu tenho 44 anos e acerca de 2 anos atrás eu tive problema na próstata. Fui em alguns médicos, mas não melhorava. Depois que vi a palestra do Dr Lair Ribeiro falando dos malefícios do leite, resolvi parar de usar laticínios. Observei que fui melhorando da dor que eu sentia e também notei mais vigor para a atividade física. Hoje não tenho mais problemas de saúde. Existem excelentes profissionais que não recomendam o consumo do leite (Dr Gabriel Cousens, Dr Alberto Gonzalez, Dra Gisela Savioli, Dra Kátia Haranaka…). O leite moderno é bem diferente do leite antigo. Todos os livros anti-câncer apontam o consumo de leite como possível causa para diversos tipos de câncer. Leiam a matéria: http://harvardmagazine.com/2007/05/modern-milk.html

    Especulações. Nada científico.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  • Lígia disse:

    Mesmo que você diga que qualquer um é “livre” para aderir às suas dicas ou não, você tem SIM responsabilidade em tudo que é publicado neste blog. Você segue “sua ciência” ? Acho que ela está um pouco ultrapassada, não? Infelizmente, por causa de informações tendenciosas como esta as pessoas confiam e te seguem de olhos fechados. É a falta de senso crítico da população brasileira. E quanto à sua ciência, vai aqui a minha “dica”, mas use-a como quiser viu? Estude mais e procure fontes mais respeitadas, a medicina nacional agradece 😉

    Você falou, falou e falou, mas não disse nada de concreto, desculpe. E Medicina NACIONAL? Os artigos científicos que leio e cito são de medicina internacional.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  • Alessandro disse:

    Com todo respeito ao profissional do site. Mas vi que em resposta ao leitores pede fontes cientificas, mas no seu artigo, não vi fontes do que vc “ensina”, ao contrário dos artigos do Dr. V Sorrentino e Dr. L Ribeiro, que apresentam muitos estudos e comprovações das informações.

    Não somos de colocar fontes de estudo no artigo, porque particularmente acho desnecessário e por outras questões internas. Todos são livres para seguir as nossas dicas ou não.

  • Wanderley Medeiros disse:

    Como eu te disse meu conhecimento é seguir quem conhece. Prefiro seguir o dr Lair Ribeirdo que você. Assista às palestras ministrada por ele verá o que junto com o que ele diz ele citas as fontes RECENTES de pesquisas. Pra mim vc pode defender a causa que quiser e tem mais, eu não faço uso do leite e vivo muito bem.

    Se isso te faz bem, fico feliz.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  • Wanderley Medeiros disse:

    Concordo 100% com o Dr Lair Ribeiro que leite de vaca foi feito pra bezerro tomar. O organismo humano cria com o passar do tempo alergia à lactose justamente para que o sujeito pare de mamar. Os EUA são os maiores consumidores de leite do mundo e a osteoporose é epidêmica. O leite é ácido e para compensar o PH o organismo busca cálcio dos ossos.
    Estudos comprovaram que a quantidade de cálcio no organismo se mantém, pois compararam cadáveres de dois individuos de mesmo porte físico, porem um com 80 anos e outro com 20. O resultado que as cinzas desses 2 cadáveres após à cremação apresentaram as mesmas quantidades de cálcio.
    O organismo humano consegue absorver só 30% do cálcio do leite. A maiores fontes estão nas folhas verde escura. A vaca antes de passar o cálcio pro leite ela comeu capim.
    Pra não estender, o leite é ótimo pra contribuir para enxaquecas, câncer de prostata, de mama, obesidade, diabetes e outras enfermidades.

    Termos como “alergia à lactose”, falta de conhecimento sobre epidemiologia e razões socioculturais, “maiores fontes estão nas folhas verde escura” (além da não concordância e erro de português) entre outros já mostram que você comprovadamente NÃO tem conhecimento algum do que está falando, infelizmente.
    Peço que busque referências científicas e, atuais.
    Grato.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

  • Daniel SM disse:

    Em primeiro lugar, já vi a matéria sobre o mito do leite e gostaria de dizer que eu não curto esse Victor Sorrentino. Eu acho ele muito rígido. Às vezes eu fico pensando do que ele deve se alimentar, já que me parece que pra ele praticamente todos os tipos de alimentos são maléficas a saúde!

    Em segundo lugar, a Márcia disse tudo! O que eu estou percebendo é que ultimamente está havendo por parte dos nutricionista uma demonização em relação à glúten, lactose, caseína. Tanto é que agora é moda esses produtos livres de glúten ou lactose. Existem pessoas que têm intolerância à essas substâncias? Existem! Mas agora ficam querendo dizer que tudo isso faz mal até pra quem não é intolerante e que o efeito maléfico é igual (até pior) a da gordura trans.

    Engraçado que essas pessoas que tanto criticam seja ele leite ou glúten, com certeza devem se entupir de porcarias, tanto é que se perceberem com mais atenção, o Dr Lair Ribeiro (que tanto fala mal do leite também) aparenta estar acima do peso. Tudo bem que ele já está em uma idade mais avançada (segundo o Wikipedia, nasceu em 6/7/1945, ou seja, tem 68 anos), mas mesmo assim existem idoso que têm físico mais magro.

    —-

    Bem salientado. A Ortorexia tem se tornado evidentemente clara na população moderna. De maneira contraditória, ela não tem levado a construção de bons corpos, pelo menos não fisicamente (quem dirá mentalmente). É algo a se observar…

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  • Marcia disse:

    Estranha-me o radicalismo de alguns contra o leite, o gluten, e outros alimentos que usamos desde os primordios da existencia humana. Alguns se recusam o consumo de leite, e se entopem de whey. Outros acreditam nas pulserinhas magneticas ainda. Alta magia, baixa ciencia. E ainda com diploma.

    Gostei das palavras.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  • Liliane disse:

    M. Sendon,

    Primeiro, obrigada por responder minhas perguntas. Vc é um cara com MUITO conhecimento e MUITO atencioso. Assim, mais duas perguntas:

    1) Se fizer a consultoria on line do site, será com vc ou é uma equipe e posso ”cair” com outro profissional?

    2) Há alguma diferença (no sentido nutricional e de ganho de massa magra) entre tomar leite puro e iogurte natural? Há algum benefício extra no iogurte (já que ele é a base de leite)?

    Obrigada.

    —-

    1- Não. As consultorias são por minha conta, apenas.
    2- O iogurte terá menos lactose e pode ser conveniente para pessoas que possuem algum contratempo com esse CHO. No mais, nada.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  • Liliane disse:

    M. Sendon,

    O leite em pó mantém as mesmas propriedades do leite ”líquido”?

    Qual a diferença entre o leite de ”saquinho” e o de ”caixinha”? Preciso ferver o primeiro?

    Sua opinião: leite, no geral, ajuda a construir músculos?

    ——-

    1º- Se estivermos falando de leite da mesma espécie, sim.
    2º- Percebe-se que, no leite de saquinho há uma diferenciação na embalagem e, portanto na vida do leite bem como no seu teor de possíveis patógenos. A, B, C indicam a ordem de escala disso. Uma outra diferença está na temperatura a qual devem ser armazenados, embalados, sendo maior para o de caixinha. Já o leite de caixinha, passa pelo processo UTH (mais eficaz para eliminação de microorganismos) e não sofre ação humana alguma. Necessitamos ferver apenas o de saquinho.
    3º- Sim, com certeza!

  • Rafael disse:

    Consumo um copo de 500ml de leite desnatado antes de dormir, está correto? E o leite “corta” os efeitos dos AES? Obg.

    Depende das necessidades nutricionais individuais. Não corta.

    Não.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  • William disse:

    Na minha opinião, acho que um posicionamento claro fica dificil, porém, algumas explicações contra o leite são mais justificativas.

    Um ótimo artigo pode ser visto nesse blog de profissionais na área de nutrição e medicina.

    http://www.docelimao.com.br/site/desintoxicante/simplesmente-saude/967-tomar-leite-e-saudavel-parte-3

  • Lucas disse:

    Marcelo, você deveria ser mais humilde e prestar atenção no que o Julio postou. Sim, é um blog e no final do post tem o link para os diversos artigos científicos que comprovam tudo que o DOUTOR falou. Mesmo se não tivesse as fontes no fim do post, dá uma olhada no curriculum do Victor Sorrentino. Prefiro confiar em um artigo feito por ele com o curriculum que tem do que “Artigo escrito por Marcelo Sendon”.

    Na ciência nada é tão correto que não possa ser contestado. Respeito sua opinião e não forço a ninguém seguir aquilo que ensino em nosso blog. Quanto a humildade, desculpe, em nenhum momento deixei de ser, apenas tenho uma opinião diferente da dela e pude comprovar a minha com ciência também.

  • Julio disse:

    Adoro esse blog, sempre leio, porem acho que esse artigo não e uma boa ideia, pois hoje já e sabido que leite é um mito dentro da medicina e nutrição. Infelizmente o leite que toma-se hoje não e o mesmo tomado 30 anos atras. O leite hoje esta completamente contaminado, já foram encontrados 56 hormônios bovinos de vaca prenhe, agrotóxicos e pesticidas no leite tomado hoje.
    Estudiosos americanos infelizmente já comparam o leite a veneno. O leite hoje ta ligado a varias doenças, e ironicamente estudos demonstram que o leite contribui para osteoporose e fraturas ósseas. Leite também ta ligado a outras diversas doenças, tudo isso que eu disse tem fonte.

    São estudos indexados ha mais de 10 anos, essas informações não são repassadas a todos por motivos que eu desconheço.

    http://www.blogdodrvictorsorrentino.com/2012//a-verdade-sobre-o-mito-do-leite.html?m=1

    Esse artigo e só um entre vários de vários médicos. Ele mostra fatos, leite não é um bom alimento. São livros e estudos indexados.

    O que acontece e que esse mito e ensinado na faculdade e os nutricionistas e médicos poe o diploma na parede e não estudam mais.

    Você me passou link de um “blog”. E a ciência, cadê?

    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18831752

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  • RAMON G. FERREIRA disse:

    Olá Marcelo, esse assunto me deixa muito confuso, ainda não consegui formar uma opinião ou sequer tirar conclusões a respeito. Profissionais como Lair Ribeiro são muito convincentes, inclusive, apresentam muitas evidências científicas em seus argumentos:

    http://www.youtube.com/watch?v=NYOeGQY0p98

    O que você acha, será um charlatão?

    Quaisquer assuntos sempre deixarão uns a favor, outros contra. Isso é normal e, ambas as opiniões devem ser respeitadas, tanto porque, normalmente, uma tem a acrescentar a outra, tornando a informação única mais precisa.
    Entretanto, ainda sigo meu posicionamento como colocado no texto.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

  • Lyrion Matheus da Silva disse:

    Mas dizem que não digerimos a proteína do Leite. Logo, a parte proteica dele fica de vilã para os tais “antileite”.

    Enfim, a proteína do leite que bebemos é digerível ou não?

    Se não digeríssemos, teríamos sérios problemas gastrointestinais e até mesmo em outros sistemas do corpo, o que é o caso de indivíduos que, de fato não digerem. Entretanto, não faz sentido dizer que muita gente não digere, afinal, muita coisa hoje é derivada do leite ou ao menos contém leite, a começar do whey protein, da caseína etc.
    Em suma, caso não hajam desvios fisiológicos e metabólicos, além de patogenias, sim, digerimos a proteína do leite sim.

    M.Sendon
    @marcelosendon
    http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    1. Ivonildo disse:

      A alergia em todas as suas espécies, é um mal que nos dias atuais, atinge quase todas pessoas e quando o alérgico procura o médico, qual é o primeiro alimento que ele manda suspender? Fica a pergunta.

      • Betão Marcatto disse:

        Depende, não dá pra generalizar. Se o médico generalizar, sempre indicando suspender o mesmo tipo de alimento sem nenhum exame prévia, anamnese ou qq outro objeto de análise, procure outro. A proporção da alergia, segundo últimos estudos é de 1 pessoa alérgica em 5, então não atinge “todas” as pessoas, além de ser não ser o mesmo tipo de alergia. Quantas pessoas “podem” ser alergias daqui “X” anos é especulação.

    2. Pseudonimo disse:

      Parei de ler quando disse que precisamos ferver o leite de saquinho. Isso mostra o tamanho conhecimento da pessoa sobre um determinado assunto. O leite de saquinho é pasteurizado isso significa que ele é aquecido até no máximo 80ºC matando assim as bactérias e preservando seus nutrientes. O leite de caixinha é fervido em torno de 130ºC matando todas as bactérias e acabando com os nutrientes do leite. Quem toma leite (não é o meu caso) deve dar preferencia para o de saquinho.

    3. Drikinha disse:

      Adorei esse artigo! Você fala com propriedade sobre as funções do leite no organismo, utiliza linguagem profissional, não vejo erros… Igualmente penso que todos tem livre arbítrio para opnar e seguir qualquer lado, porém, deve-se basear em fatos. Estudos “apontam” e estudos “COMPROVAM” são termos totalmente diferentes e que mudam todo um contexto. E tem a outra observação: tudo que é de mais faz mal, como diz o ditado, “tudo com exagero vira pecado”, não foge à regra. Ser extremo, radical é exagero, comer indiscriminadamente e sem controle também. Se for usar da extremidade, então daqui a pouco surgirão pesquesas que apontaram o sexo como malefício à saude, o parto, a amamentação, e tudo mais que é natural do ser humano. O uso de leite não quer dizer que somos amamentados, mas que somo inteligentemente autonomos para montar nossa alimentação de forma que nos beneficie, é prova de que somos racionais. O que não pode ser aceitável é o apontamento crítico sem embasamento científico e discriminatório, ofendendo o outro em seu direito de expressão. Isso sim é irracionalidade e se faz primitivo diante de um ser humano.

    4. Rubens disse:

      Seu tópico é uma tremenda desinformação a quem procura ter uma vida saudável. Quanta besteira você escreveu. Deixo só um ponto dos diversos para análise : O ser humano é o único ser vivo que não desmamou e ainda usa leite de outra espécie. Só reflita.

      —–

      Esse é o seu argumento?

    5. Milena Oliveira disse:

      O leite e super versátil na produção de pães, bolachas e etc. Nunca li tanta besteira na vida.

    6. Maria das Graças Ferreira de Carvalho disse:

      Fui criada com leite de cabra até os 10 anos de idade. Depois passei para o leite de vaca. Hoje na terceira idade não tenho problemas ósseos. Várias amigas que não tomaram leite na infância até agora, todas com osteoporose.E aí? Vão dizer o quê do leite!?

    7. Weber disse:

      Eu tenho 44 anos e acerca de 2 anos atrás eu tive problema na próstata. Fui em alguns médicos, mas não melhorava. Depois que vi a palestra do Dr Lair Ribeiro falando dos malefícios do leite, resolvi parar de usar laticínios. Observei que fui melhorando da dor que eu sentia e também notei mais vigor para a atividade física. Hoje não tenho mais problemas de saúde. Existem excelentes profissionais que não recomendam o consumo do leite (Dr Gabriel Cousens, Dr Alberto Gonzalez, Dra Gisela Savioli, Dra Kátia Haranaka…). O leite moderno é bem diferente do leite antigo. Todos os livros anti-câncer apontam o consumo de leite como possível causa para diversos tipos de câncer. Leiam a matéria: http://harvardmagazine.com/2007/05/modern-milk.html

      Especulações. Nada científico.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

    8. Lígia disse:

      Mesmo que você diga que qualquer um é “livre” para aderir às suas dicas ou não, você tem SIM responsabilidade em tudo que é publicado neste blog. Você segue “sua ciência” ? Acho que ela está um pouco ultrapassada, não? Infelizmente, por causa de informações tendenciosas como esta as pessoas confiam e te seguem de olhos fechados. É a falta de senso crítico da população brasileira. E quanto à sua ciência, vai aqui a minha “dica”, mas use-a como quiser viu? Estude mais e procure fontes mais respeitadas, a medicina nacional agradece 😉

      Você falou, falou e falou, mas não disse nada de concreto, desculpe. E Medicina NACIONAL? Os artigos científicos que leio e cito são de medicina internacional.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

    9. Alessandro disse:

      Com todo respeito ao profissional do site. Mas vi que em resposta ao leitores pede fontes cientificas, mas no seu artigo, não vi fontes do que vc “ensina”, ao contrário dos artigos do Dr. V Sorrentino e Dr. L Ribeiro, que apresentam muitos estudos e comprovações das informações.

      Não somos de colocar fontes de estudo no artigo, porque particularmente acho desnecessário e por outras questões internas. Todos são livres para seguir as nossas dicas ou não.

    10. Wanderley Medeiros disse:

      Como eu te disse meu conhecimento é seguir quem conhece. Prefiro seguir o dr Lair Ribeirdo que você. Assista às palestras ministrada por ele verá o que junto com o que ele diz ele citas as fontes RECENTES de pesquisas. Pra mim vc pode defender a causa que quiser e tem mais, eu não faço uso do leite e vivo muito bem.

      Se isso te faz bem, fico feliz.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

    11. Wanderley Medeiros disse:

      Concordo 100% com o Dr Lair Ribeiro que leite de vaca foi feito pra bezerro tomar. O organismo humano cria com o passar do tempo alergia à lactose justamente para que o sujeito pare de mamar. Os EUA são os maiores consumidores de leite do mundo e a osteoporose é epidêmica. O leite é ácido e para compensar o PH o organismo busca cálcio dos ossos.
      Estudos comprovaram que a quantidade de cálcio no organismo se mantém, pois compararam cadáveres de dois individuos de mesmo porte físico, porem um com 80 anos e outro com 20. O resultado que as cinzas desses 2 cadáveres após à cremação apresentaram as mesmas quantidades de cálcio.
      O organismo humano consegue absorver só 30% do cálcio do leite. A maiores fontes estão nas folhas verde escura. A vaca antes de passar o cálcio pro leite ela comeu capim.
      Pra não estender, o leite é ótimo pra contribuir para enxaquecas, câncer de prostata, de mama, obesidade, diabetes e outras enfermidades.

      Termos como “alergia à lactose”, falta de conhecimento sobre epidemiologia e razões socioculturais, “maiores fontes estão nas folhas verde escura” (além da não concordância e erro de português) entre outros já mostram que você comprovadamente NÃO tem conhecimento algum do que está falando, infelizmente.
      Peço que busque referências científicas e, atuais.
      Grato.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelosendonofficial1

    12. Daniel SM disse:

      Em primeiro lugar, já vi a matéria sobre o mito do leite e gostaria de dizer que eu não curto esse Victor Sorrentino. Eu acho ele muito rígido. Às vezes eu fico pensando do que ele deve se alimentar, já que me parece que pra ele praticamente todos os tipos de alimentos são maléficas a saúde!

      Em segundo lugar, a Márcia disse tudo! O que eu estou percebendo é que ultimamente está havendo por parte dos nutricionista uma demonização em relação à glúten, lactose, caseína. Tanto é que agora é moda esses produtos livres de glúten ou lactose. Existem pessoas que têm intolerância à essas substâncias? Existem! Mas agora ficam querendo dizer que tudo isso faz mal até pra quem não é intolerante e que o efeito maléfico é igual (até pior) a da gordura trans.

      Engraçado que essas pessoas que tanto criticam seja ele leite ou glúten, com certeza devem se entupir de porcarias, tanto é que se perceberem com mais atenção, o Dr Lair Ribeiro (que tanto fala mal do leite também) aparenta estar acima do peso. Tudo bem que ele já está em uma idade mais avançada (segundo o Wikipedia, nasceu em 6/7/1945, ou seja, tem 68 anos), mas mesmo assim existem idoso que têm físico mais magro.

      —-

      Bem salientado. A Ortorexia tem se tornado evidentemente clara na população moderna. De maneira contraditória, ela não tem levado a construção de bons corpos, pelo menos não fisicamente (quem dirá mentalmente). É algo a se observar…

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    13. Marcia disse:

      Estranha-me o radicalismo de alguns contra o leite, o gluten, e outros alimentos que usamos desde os primordios da existencia humana. Alguns se recusam o consumo de leite, e se entopem de whey. Outros acreditam nas pulserinhas magneticas ainda. Alta magia, baixa ciencia. E ainda com diploma.

      Gostei das palavras.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    14. Liliane disse:

      M. Sendon,

      Primeiro, obrigada por responder minhas perguntas. Vc é um cara com MUITO conhecimento e MUITO atencioso. Assim, mais duas perguntas:

      1) Se fizer a consultoria on line do site, será com vc ou é uma equipe e posso ”cair” com outro profissional?

      2) Há alguma diferença (no sentido nutricional e de ganho de massa magra) entre tomar leite puro e iogurte natural? Há algum benefício extra no iogurte (já que ele é a base de leite)?

      Obrigada.

      —-

      1- Não. As consultorias são por minha conta, apenas.
      2- O iogurte terá menos lactose e pode ser conveniente para pessoas que possuem algum contratempo com esse CHO. No mais, nada.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    15. Liliane disse:

      M. Sendon,

      O leite em pó mantém as mesmas propriedades do leite ”líquido”?

      Qual a diferença entre o leite de ”saquinho” e o de ”caixinha”? Preciso ferver o primeiro?

      Sua opinião: leite, no geral, ajuda a construir músculos?

      ——-

      1º- Se estivermos falando de leite da mesma espécie, sim.
      2º- Percebe-se que, no leite de saquinho há uma diferenciação na embalagem e, portanto na vida do leite bem como no seu teor de possíveis patógenos. A, B, C indicam a ordem de escala disso. Uma outra diferença está na temperatura a qual devem ser armazenados, embalados, sendo maior para o de caixinha. Já o leite de caixinha, passa pelo processo UTH (mais eficaz para eliminação de microorganismos) e não sofre ação humana alguma. Necessitamos ferver apenas o de saquinho.
      3º- Sim, com certeza!

    16. Rafael disse:

      Consumo um copo de 500ml de leite desnatado antes de dormir, está correto? E o leite “corta” os efeitos dos AES? Obg.

      Depende das necessidades nutricionais individuais. Não corta.

      Não.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    17. William disse:

      Na minha opinião, acho que um posicionamento claro fica dificil, porém, algumas explicações contra o leite são mais justificativas.

      Um ótimo artigo pode ser visto nesse blog de profissionais na área de nutrição e medicina.

      http://www.docelimao.com.br/site/desintoxicante/simplesmente-saude/967-tomar-leite-e-saudavel-parte-3

    18. Lucas disse:

      Marcelo, você deveria ser mais humilde e prestar atenção no que o Julio postou. Sim, é um blog e no final do post tem o link para os diversos artigos científicos que comprovam tudo que o DOUTOR falou. Mesmo se não tivesse as fontes no fim do post, dá uma olhada no curriculum do Victor Sorrentino. Prefiro confiar em um artigo feito por ele com o curriculum que tem do que “Artigo escrito por Marcelo Sendon”.

      Na ciência nada é tão correto que não possa ser contestado. Respeito sua opinião e não forço a ninguém seguir aquilo que ensino em nosso blog. Quanto a humildade, desculpe, em nenhum momento deixei de ser, apenas tenho uma opinião diferente da dela e pude comprovar a minha com ciência também.

    19. Julio disse:

      Adoro esse blog, sempre leio, porem acho que esse artigo não e uma boa ideia, pois hoje já e sabido que leite é um mito dentro da medicina e nutrição. Infelizmente o leite que toma-se hoje não e o mesmo tomado 30 anos atras. O leite hoje esta completamente contaminado, já foram encontrados 56 hormônios bovinos de vaca prenhe, agrotóxicos e pesticidas no leite tomado hoje.
      Estudiosos americanos infelizmente já comparam o leite a veneno. O leite hoje ta ligado a varias doenças, e ironicamente estudos demonstram que o leite contribui para osteoporose e fraturas ósseas. Leite também ta ligado a outras diversas doenças, tudo isso que eu disse tem fonte.

      São estudos indexados ha mais de 10 anos, essas informações não são repassadas a todos por motivos que eu desconheço.

      http://www.blogdodrvictorsorrentino.com/2012//a-verdade-sobre-o-mito-do-leite.html?m=1

      Esse artigo e só um entre vários de vários médicos. Ele mostra fatos, leite não é um bom alimento. São livros e estudos indexados.

      O que acontece e que esse mito e ensinado na faculdade e os nutricionistas e médicos poe o diploma na parede e não estudam mais.

      Você me passou link de um “blog”. E a ciência, cadê?

      http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18831752

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    20. RAMON G. FERREIRA disse:

      Olá Marcelo, esse assunto me deixa muito confuso, ainda não consegui formar uma opinião ou sequer tirar conclusões a respeito. Profissionais como Lair Ribeiro são muito convincentes, inclusive, apresentam muitas evidências científicas em seus argumentos:

      http://www.youtube.com/watch?v=NYOeGQY0p98

      O que você acha, será um charlatão?

      Quaisquer assuntos sempre deixarão uns a favor, outros contra. Isso é normal e, ambas as opiniões devem ser respeitadas, tanto porque, normalmente, uma tem a acrescentar a outra, tornando a informação única mais precisa.
      Entretanto, ainda sigo meu posicionamento como colocado no texto.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    21. Lyrion Matheus da Silva disse:

      Mas dizem que não digerimos a proteína do Leite. Logo, a parte proteica dele fica de vilã para os tais “antileite”.

      Enfim, a proteína do leite que bebemos é digerível ou não?

      Se não digeríssemos, teríamos sérios problemas gastrointestinais e até mesmo em outros sistemas do corpo, o que é o caso de indivíduos que, de fato não digerem. Entretanto, não faz sentido dizer que muita gente não digere, afinal, muita coisa hoje é derivada do leite ou ao menos contém leite, a começar do whey protein, da caseína etc.
      Em suma, caso não hajam desvios fisiológicos e metabólicos, além de patogenias, sim, digerimos a proteína do leite sim.

      M.Sendon
      @marcelosendon
      http://www.facebook.com/marcelo.sendon.3

    Deixe o seu comentário!